Onde estamos

Escritório Campinas

Contatos Regionais

Contato Imprensa

Fale conosco

Para entrar em contato preencha o formulário abaixo.

Nome*

Email*

Município - UF*

Telefone*

Assunto*

Messagem*

Desejo receber o vosso Infotrade

(*) Campos obrigatórios.

map_5 map_4 map_3 map_6

Envie seu currículo

Preencha o formulário abaixo.

Nome*

Email*

Assunto*

Messagem*

Currículo (pdf)*

(*) Campos obrigatórios.

» » Blog

Milho resiste a estresse climático com estratégia fisiológica nutricional à base de Phylgreen e Aton Mo

  Área tratada durante período de estresse, em experimento de campo, apresenta aumento de 23,7% de produtividade em relação à testemunha. 

Estratégia fisiológica nutricional à base dos produtos Phylgreen, fertilizante à base de extrato da alga “Ascophyllum nodosum”, originária da Costa da Irlanda, que eleva a tolerância das plantas aos estresses ambientais, foram aplicados em lavoura experimental de milho safrinha, na região de Araguari, no Triângulo Mineiro. Os resultados do experimento mostram que o Phylgreen Electra e Lyra, associados ao Aton Mo, são eficazes para amenizar os efeitos negativos nas plantas causados por situações de estresse ambiental.

A lavoura de estudo, com 2000 m², passou por condições adversas, como calor em excesso (acima de 30ºC) e falta de água durante 40 dias na fase vegetativa das plantas. Apesar desse cenário, com aplicação dos produtos Tradecorp de tratamento nutricional, as plantas  apresentaram bons resultados de desenvolvimento e produtividade.

Resultados comprovam eficácia

Na área onde a estratégia fisiológica nutricional com a associação Phylgreen + Aton Mo foi aplicada, a produção foi de  6181,54 kg/ha, enquanto a testemunha produziu 4996,15 kg/ha. As plantas tratadas apresentaram ainda altura média de 7,06% (181,20 cm) acima das plantas da área onde não houve o tratamento (168,40 cm). Os diâmetros dos pés de milho também foram diferentes.  Os que receberam os produtos ficaram com 23,30 mm enquanto que a área testemunha ficou com 22,4 mm.

“O tratamento com os produtos teve um efeito marcante no alívio dos estresses, fazendo com que as plantas de milho, apesar das condições impróprias para o desenvolvimento, se mantivessem ativas. Ou seja, as plantas conseguiram continuar a realizar fotossíntese, mesmo que em taxas reduzidas, em relação àquelas  que não receberam o tratamento”, explica o doutor em fisiologia vegetal, Marcio Domingues, gerente técnico da Tradecorp do Brasil.

Como foi o tratamento

milho-tc_phylgreen_aton

Resultados de aplicação do tratamento Fisiológico Nutricional – Tradecorp – Aton Mo e Phylgreen

O Phylgreen Lyra foi aplicado  no estágio vegetativo 4 (plantas de milho com quatro folhas abertas) e o Electra  no estágio vegetativo 8 (plantas de milho com oito folhas abertas). Ambos foram associados à aplicação do Aton Mo,  como complementação da nutrição da planta com o microelemento molibdênio, que também tem ação anti-estresse.

Na imagem, em comparação à testemunha, o melhor desenvolvimento das plantas que receberam a estratégia nutricional apresentaram também bons resultados de produtividade.

Acesse o release do artigo: