Onde estamos

Escritório Campinas

Contatos Regionais

Contato Imprensa

Fale conosco

Para entrar em contato preencha o formulário abaixo.

Nome*

Email*

Município - UF*

Telefone*

Assunto*

Messagem*

Desejo receber o vosso Infotrade

(*) Campos obrigatórios.

map_5 map_4 map_3 map_6

Envie seu currículo

Preencha o formulário abaixo.

Nome*

Email*

Assunto*

Messagem*

Currículo (pdf)*

(*) Campos obrigatórios.

» Blog

Compatibilidade do Tradecorp Mn com glifosato otimiza custo e produção

por Bruno Francischelli, Engenheiro Agrônomo e Chefe de Produto da Tradecorp Brasil; e Fabio Bueno, Engenheiro Agrônomo e Gerente de P&D

A soja transgênica tem como vantagem a resistência ao glifosato, herbicida muito utilizado para o controle de ervas daninhas. No entanto, o glifosato provoca alterações no metabolismo da própria soja que culminam com a deficiência do micronutriente manganês (Mn), atrapalhando, entre outros processos, o do metabolismo de nitrogênio com a consequente diminuição da atividade do Rhizobium na fixação do nitrogênio atmosférico. Para evitar esta situação, que pode impactar negativamente na produtividade da soja, é necessária a suplementação de manganês.

Para ser eficiente, esta suplementação deve ser feita o mais próxima possível da aplicação do glifosato e, de preferência, junto com ele. Esta era a grande dificuldade do produtor, que não encontrava fontes de manganês que fossem compatíveis com o glifosato, obrigando-o a fazer uma aplicação só com o micronutriente e gastando muito mais produto por hectare ou, pior ainda, misturando fontes de manganês não compatíveis com o glifosato, provocando reações e precipitações que entupiam os bicos do pulverizador ou que reduziam a eficiência do herbicida, não controlando as ervas daninhas.

Atenta a isso, a Tradecorp desenvolveu seus produtos para otimizar o trabalho do produtor. Um exemplo é o Tradecorp Mn, que foi desenvolvido para ser compatível com o glifosato ao mesmo tempo em que nutre de manganês a soja RR. Além disso, a sua alta solubilidade, que permite a aplicação em baixos volumes; a formulação WDG (water dispersible granule – grânulos dispersíveis em água), que oferece ganhos logísticos ao produtor; seu efeito agronômico de aumentar a da longevidade do inoculante Rizhobium e a alta eficiência, mesmo em baixas doses, gera ganhos logísticos e financeiros, uma vez que o custo total da aplicação de Tradecorp Mn é de, dependendo da região, menos de 1% do custo total da implantação da soja, ou menos de meio saco de soja.

A compatibilidade com o glifosato acontece porque o manganês da Tradecorp é 100% quelatizado, o que significa que o micronutriente não está disponível para reações químicas indesejadas na calda de pulverização tanto com o glifosato quanto outros produtos diluídos nela. Por não se ligar ao herbicida, o Tradecorp Mn vai nutrir a soja e o glifosato vai controlar as ervas daninhas. Diluídos e aplicados juntos, mas agindo separadamente. Essa compatibilidade é comprovada em estudo conduzido pelo pesquisador Pedro Christofoletti, na ESALQ (Piracicaba/SP), em 2011. Assim, para não ter o trabalho e o custo dobrados o produtor pode utilizar a tecnologia Tradecorp de Nutrição com Compatibilidade, pois numa mesma pulverização, aplica o glifosato para o controle das ervas e o manganês para a produtividade da soja.